17°C 27°C
São Paulo, SP
Publicidade

CAS vai debater constelação familiar

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) vai promover audiência pública na próxima quinta-feira (24), a partir das 10h30, para debater as práticas de c...

18/03/2022 às 20h08
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
O debate foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE) - Geraldo Magela/Agência Senado
O debate foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE) - Geraldo Magela/Agência Senado

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) vai promover audiência pública na próxima quinta-feira (24), a partir das 10h30, para debater as práticas de constelação familiar e cura sistêmica. O evento foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE).

A constelação familiar é uma modalidade de terapia alternativa que busca identificar a causa de problemas e conflitos pessoais a partir de dinâmicas de grupo em que os participantes interpretam e representam o histórico familiar do paciente. A prática não tem comprovação científica.

Continua após a publicidade

“Na prática, a Constelação Familiar mostra que muitos de nossos problemas, doenças, incompreensões e sentimentos ruins podem estar ligados a outros familiares que passaram por essas mesmas adversidades, mesmo que não os tenhamos conhecido”, explica Girão no seu requerimento.

A audiência terá a participação da terapeuta alemã Sophie Hellinger, presidente da Hellinger Schule. Ela é a viúva de Bert Hellinger, o criador do método de constelação familiar. A Hellinger Schule é um instituto criado para promover cursos e seminários e para treinar consteladores familiares. Sophie Hellinger vai participar por videoconferência.

Outros participantes confirmados são a psicóloga Rose Militão, o médico Renato Shaan Bertate, o juiz Sami Storch e o diretor da Faculdade Innovare, Inácio Junqueira. Também está convidada a terapeuta Daniela Migliari, que ainda não confirmou presença.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 16 estados e o Distrito Federal usam a constelação familiar em Varas da Família e em casos de violência doméstica. A prática também faz parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) do Sistema Único de Saúde (SUS).

Continua após a publicidade

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e?Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e?Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
17°
Tempo nublado

Mín. 17° Máx. 27°

17° Sensação
4.63km/h Vento
93% Umidade
89% (0.94mm) Chance de chuva
06h36 Nascer do sol
05h30 Pôr do sol
Ter 25° 16°
Qua 30° 17°
Qui 29° 19°
Sex 29° 21°
Sáb 21° 15°
Atualizado às 20h09
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,01%
Euro
R$ 5,54 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,77%
Bitcoin
R$ 388,537,02 +3,69%
Ibovespa
127,750,92 pts -0.31%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade