Segunda, 18 de Outubro de 2021
13°

Céu encoberto

São Paulo - SP

Entretenimento Empresário

Thiaguinho fatura R$ 2 bilhões por ano como empresário, diz Forbes

Cantor fecha contratos com multinacionais não apenas para ser garoto-propaganda, mas para colaborar no desenvolvimento de produtos.

07/09/2021 às 13h17
Por: Redação Fonte: Revista Quem
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Thiaguinho, de 38 anos, tem aproveitado o tempo distante dos palcos devido à pandemia para se dedicar a carreira de empresário. Segundo a revista Forbes, o cantor fatura R$ 2 bilhões por ano como empresário do ramo artístico e gestor da própria carreira.

Em 2009, ele criou a Paz & Bem, editora que se tornou a responsável pela administração de suas canções e obras. Ainda que a música ocupe a maior parte do faturamento da empresa, a publicidade também traz cifras expressivas para a receita.

Thiaguinho deixou a Som Livre em abril deste ano e, após investimento de R$ 52 milhões, se tornou dono da própria gravadora. Seu novo disco, a segunda parte do projeto Infinito, foi lançado pela Paz & Bem em julho. Por ora, a gravadora lança apenas seus trabalhos, mas ele não descarta tocar projetos de outros artistas no futuro.

“Tudo vai depender do crescimento dela, mas seria uma honra. Sou um cara muito curioso nesse sentido de procurar artistas e compositores novos”, afirma o músico e empresário.

Durante a pandemia, o artista se tornou embaixador de uma marca esportiva, com a criação de uma linha exclusiva de produtos. Além disso, a Paz & Bem tem multinacionais em seu portfólio de clientes. A maioria dos contratos que Thiaguinho fecha é de licenciamento, em que ele oferece ideias para os produtos e não apenas trabalha como garoto-propaganda.

“Fico feliz por representar marcas porque é uma responsabilidade grande. Apostam na sua imagem e em tudo o que envolve a sua carreira. Tem a ver com sua conduta e sua credibilidade”, diz ele à Forbes.

À publicação, ele revelou ainda que entrou no setor de bebidas alcoólicas. “Estou me juntando com pessoas maravilhosas, vencedoras, o que vai me fazer crescer bastante como gestor em um negócio que não seja música. É algo novo para mim, um desafio interessante, e esse envolvimento faz com que a gente consiga comunicar melhor um produto ao público por fazer parte do processo de criação”, explica.

A Paz & Bem conta com 210 funcionários com carteira assinada e não encerrou nenhum contrato durante a pandemia, mantendo o pagamento do salário de todos. A projeção é de impacto indireto em cerca de 4 mil pessoas.

“Sempre fomos muito organizados financeiramente, sempre tivemos preocupação com o caixa para que pudesse dar segurança caso acontecesse alguma coisa comigo. Conseguimos não mandar ninguém embora na nossa equipe, e isso me deixa muito feliz. Valorizo muito a galera que me ajuda a ser quem eu sou e poder fazer o que amo", completa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários